29/03/2022

Aproveite a liquidação, mas não se liquide!

A liquidação pode ser uma boa aliada do orçamento doméstico. Comprar mercadorias com descontos que podem chegar a 70%, conforme a mídia anuncia, é um excelente negócio. Afinal, qual aplicação garante uma rentabilidade de 50%, 60% ou 70%?

 

Mas, antes de correr para “aproveitar” os descontos, é fundamental saber se os produtos a serem adquiridos são realmente necessários. Quantas pessoas estão com os armários entulhados de excelentes liquidações? Quando você compra algo apenas para não perder a liquidação, mas o gasto não estava previsto no seu orçamento, o prejuízo é praticamente certo.

 

Algumas pessoas conseguem segurar o impulso de comprar logo, fazem um planejamento e esperam pela época da liquidação para adquirir um item que estavam precisando. E, como recompensa, conseguem uma margem de desconto muito boa. É o prêmio pelo controle e planejamento. O valor que poupam com o desconto recebido, podem, por exemplo, aplicar em algum ativo (aplicação financeira) e, desta forma, fazê-lo render.  Tal atitude não pode ser confundida com “pão durismo”, deve ser vista como inteligência financeira, que pode ser acompanhada por recompensas monetárias e afetivas. Afinal, quem não se sente bem ao ganhar dinheiro e saber que possui controle emocional suficiente para aproveitá-lo no melhor momento?

 

Por outro lado, muitas pessoas utilizam a liquidação como justificativa para um gasto desnecessário e acabam por liquidarem o próprio bolso. Em poucos minutos, tornam líquida a soma de dinheiro que levaram muitas horas para conquistar, isso tudo para não perder o momento.

 

É muito importante observar que o significado da palavra liquidação é também “extinção de uma obrigação”. Portanto, fica o alerta, se você está se sentindo “obrigado” a aproveitar a liquidação, é melhor repensar muitas vezes antes de comprar. Porém, se você já se planejou e estava esperando pela liquidação, receba seu merecido benefício pela espera e paciência. Inteligência é também controlar uma tentação. E para quem soube planejar, a liquidação pode ser uma das formas de dar sustentabilidade ao comércio e ao bolso.